quarta-feira, 12 de agosto de 2009

A passos de tartaruga

Minhas flores de maio (Schlumbergera truncata ), encantadora imagem do outono, este ano resolveram mostrar que até mesmo na natureza às vezes os ciclos têm outros prazos. Passou maio, depois junho, e com a esperança já desbotada, no final de julho dei mais uma examinada. Minúsculos botões nas pontas das folhas anunciavam a surpresa. E quando agosto entrou, em sintonia os vasos foram se cobrindo assim, de alegria esperada, pelos tons intensos e outros suaves.

Quase pássaros na forma, donas do seu tempo, pura celebração da liberdade.

4 comentários:

Katami disse...

Amo flores *o* minha sogrinha querida me mandou um vaso d orquideas em abril e lógico depois de umas semanas elas morreram, mas ontem p/ minha felicidade vi um lindo botãozinho imenso em um galho dela..............

Fiquei tão feliz que coloquei o vasinho embaixo de um pé de acerolas \õ/ espero que desabroche logo =] Amei mto suas flores =***

rosanasperotto disse...

Katami, fiquei imaginando a orquídea junto ao pé de acerolas e me dei por conta que estamos mesmo nas duas pontas do país. A acerola é rara por aqui, a não ser em polpa nos supermercados, e quando vi a frutinha pela primeira vez, nossa, fiquei encantada com a cor. Acho que o olho na natureza nos dá de presente essa alegria quase infantil que faz um bem e tanto. Beijo

Regiane disse...

Olá
Adorei este post,pois sou apaixonada por flores.Tenho muitas orquideas,minha paixão,mas nenhuma flor de maio.
Bjs
Regiane

rosana sperotto disse...

Oi, Regiane, que prazer te receber aqui! As "preguiçosas" flores de maio acho que sabiam que fariam muito mais sucesso em agosto...Tenho orquídeas nas árvores, e hoje vi que começam a dar sinais de floração. É a primavera que vem vindo, para alegria dos gaúchos cansados do frio. Beijo