quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Os últimos suspiros

(merenguinhos e moringa, presente da : uma dupla vintage)
Minha fiel escudeira de mais de 15 anos anuncia pelo estranho ronco que está com as horas contadas. Na última empreitada, avisou também por sinais de fumaça, mas teimosa e apegada que sou, ainda consegui ressuscitá-la dando-lhe um descanso a cada 2 minutinhos de trabalho.
O apreço é mais do que merecido e o nome, mais do que justo. Só uma Planetária poderia dar conta de todo o movimento dessa cozinha full time que já foi confeitaria, na época dos bolos personalizados, como contei aqui. Só ela para aguentar o "tirão" das experiências do filho chef e ainda de todas as receitas que testei e exigiram a força de uma batida potente.
Enquanto fumegava e girava já com pouca velocidade, não pude deixar de ver a doce ironia do seu destino, despedindo-se enquanto batia suspiros. Cansada mas sempre valente, deu conta da mistura viscosa que, quando termina-se de bater, resulta num creme branquinho e fofo. Devolvia-a ao armário convicta de que moverei céus e terra para encontrar um "médico" que a recupere. Será sintoma de velhice acreditar que já não se faz mais eletroportáteis como antigamente? E o encantamento pelos confeitinhos coloridos, prova de que a menina lá de trás permanece "vivinha da Silva" e logo dá o ar de sua graça quando me envolvo com as lidas açucaradas?
Suspiros, aqui no Sul mais conhecidos por merengues, é daquelas receitas que meu prazer maior está em prepará-la. Depois, gosto de eventualmente roubar um do vidro, deixando-o derreter devagarinho na boca. Talvez porque levei algumas décadas para descobrir o "pulo do gato" para conseguir merenguinhos perfeitos: clarinhos e crocantes.
Quer aprender? A receita e os segredinhos estão aqui, numa combinação com morangos.
No feriadão, casei-os com morango também, mas de outra forma. A tortinha foi nascendo conforme abria geladeira e armários e encontrava ingredientes que poderiam se agregar. Fiz uma massa de biscoitos maria de chocolate, triturando 200g e misturando com cerca de 100g de manteiga sem sal, em temperatura ambiente. Apertei no fundo de uma fôrma com fundo removível. O creme, improvisei com 1 pacote de mistura pronta para pudim de morango (item de um rancho-presente da empresa, que só dessa maneira chegaria à minha despensa... rsrs), onde juntei 1 xícara de cream cheese depois de preparado. Cozinhei 1 caixa de morangos com 2 xícaras de água e 1 de açúcar por mais ou menos 10 minutos. Separei os morangos e reservei a calda. Bati o creme com os morangos cozidos no liquidificador e coloquei sobre a massa de biscoitos. Levei a calda de volta ao fogo baixo, acrescentei 1 colher (sopa) de glucose de milho (ou Karo) e deixei borbulhar até engrossar. (A cor forte e transparente dessa calda rende um ensaio fotográfico!) Dispus os merenguinhos sobre o creme e reguei com a calda (fria). E foi dormir na geladeira.

Acordou no outro dia prontinha para o ataque das "formigas" que passaram por aqui nos dias de folga. E mesmo com um recheio molinho demais (o ideal é fazer com um creme tradicional de cheesecake), arrancou suspiros assim que ganhou espaço à mesa. E o vidro, na primeira foto, logo foi descoberto pelas visitas que não se acanharam, provaram e voltaram à infância, suspirando pelo canal da memória afetiva.

Doces lembranças, que elas não se cansem de nos visitar! Amém.

16 comentários:

Cintia Branco disse...

Rosana,

Não sei o que mais me faz sonhar, o texto escrito magnificamente ou os suspiros que me deixaram sem fôlego.
Beijos e bom restinho de semana

Cecilia e Helena disse...

Ro, só vc pra falar com tanta poesia de uma batedeira... lindoooo!
Beijo
Helena (tô no RJ visitanto crafty-mom)

msgteresa disse...

Alo,Rosana!
Me encantei logo de inicio, quando vi os suspirinhos tao graciosos...Que doce lembranca de infancia! Adorava come-los, com aquela alegria de formiguinha (Rs...)!
E fiquei cheia de pena da tua fiel batedeira cansada de guerra...Mas olha que ela ainda da a volta por cima e rescussita,hein?
Voce sabe que ate me lembrei da minha maquina de lavar roupa? E que ela ja tem mais de vinte aninhos de luta , e de vez em quando ela fica tao doentinha...Mais nao troco ela nao... Dou uma consertada nela e ela volta a ativa! Para mim, ela e muito valente e nao se faz mais maquinas assim...
Agora, essa torta e realmente uma tentacao para as formiguinhas de plantao... Parece tao delicada e suave... Tal qual este teu inspirado post!
Como disseram as meninas ai nos teus comentarios...Com tantos suspiros e poesia, so nos resta suspirar...
Beijos e abracos doces pra ti!
Teresa

Cacau Gonçalves disse...

Tudo doce...
Merengues e palavras!
Adoro te ler, irmãzinha!
beijos

Rosana Sperotto disse...

Cíntia, suspiremos juntas então... (rs) Beijos doces

Helena, saudades de ti! Mas que delícia essa visita, curtam bastante o Rio juntinhas! Beijos pras duas

Teresa, então somos mesmo da "mesma nuvem" (rsrs). Minha lavadora de roupas também resistiu bravamente por mais de 20 anos, mas idas frequentes ao "doutor" acabaram fazendo eu me render e trocá-la por uma nova (bem mais fraquinha). Beijos doces pra ti também

Cacau, adoraria que visses o post dos gnominhos. Lembrei de ti enquanto postava. Beijos "suspirados"

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Os suspiros com certeza estavam deliciosos. Mas o texto está ainda mais saboroso.

Minha mãe tinha uma dessas batedeiras... me lembro delas rodando e eu ansioso para provar o que ela estava fazendo... fiquei agora com boas lembranças.

Pela receita já deu para ter uma idéia de que delícia vc preparou...
e que a planetária logo esteja pronta para mais uma rs.

bom dia

Taia Assunção disse...

Puxa, depois vou la checar o "pulo do gato" para conseguir merengues deliciosos, nunca fui boa nisso. Sera que ainda ha uma esperanca??? Rsrsrs...(to usando o laptop do marido e nao sei onde estao os acentos). Beijocas!

Rosana Sperotto disse...

Ale, fui dar uma olhada virtual nas Planetárias atuais e desanimei: as pás são plásticas. Mais motivos para tentar recuperar a minha companheira velhinha, com pás de metal. Beijo!

Taia, o segredinho dos suspiros é o merengue suíço, como tá lá na receita. Daí, "agarantio", não tem erro (rsrs). Beijinho!

Fala Mãe! disse...

Ai ai pra variar a formiga aqui ama um suspiro! Faz tempo qua não como, delícia! beijo Rosana

calma que estou com pressa disse...

oi Rosana!suspiros ...ai...ai...
saudade daí que me deu agora- a minha mãe sempre fazia e acertva o ponto direitinho -
delicia de post e de palavras também
bjs

Doces Abobrinhas disse...

Rosana do céu... primeiro levei um susto, depois pensei "outra maluca como eu" muuito bom seu texto.... perfeito... sera que não é o caso de enquadrar esses suspiros....kkk
menina me vi aqui em casa, estou vendo a hora que minha planetaria vai parar tbem.... muito bom!
amei chegar aqui
um beijo doce e planetario
espero vc nas abobrinhas!!
Roberta

Doces Abobrinhas disse...

ah vi que vc tem o seliinho da chria... ela que desenhou meu blog novo e tem selinho lá tbem que ela desenvolveu... é uma abobrinha cheia de açucar... rs... fique à vontade!!
roberta

Rosana Sperotto disse...

Cynthia, ando mais formigona também. Será a mudança hormonal ou mais tempo pra ficar inventando moda na cozinha? rsrs Beijos, minha querida!

Lu, suspiro é doce da infância mesmo, ao menos da nossa, né? Hoje acho que as crianças não gostam mais tanto, com toda essa oferta de gulodices à disposição... uma pena. Beijos do Sul!

Roberta, prazer grande te receber aqui! E, olha: amei a ideia de enquadrar, não só os suspiros, mas uma seleção das melhores imagens "comestíveis" do blog para exibir na cozinha. Obrigada pela inspiração. Beijos doces

Susi disse...

Rosana, bati os olhos na foto e a moringa ja me chamou atenção, depois voltei para os suspiros. Adoro mas quando faço, como tudo, enquanto não vejo o fim, não sossego. As minhas não são lindinhas como as suas. Agora to aqui suspirando.
beijos.

No meu outro blog "tumblr" não dá para deixar comentários, so participa quem tem uma conta,a minha intenção é fazer dele um grande albúm (citando fontes) para que as pessoas passem por lá e se inspirem.
beijo

Mari disse...

Rosana,
Fico aqui sem fala com tantas maravilhas e gostosuras. Sabe, acho que você deve ter vindo do País das Fadas ou talvez do País das Maravilhas (Alice que se cuide!)
Que tal transformar seu blog em livro? Rosana no País das Maravilhas com essa prosa poética, receitinhas etc e tal. Ia ser uma delícia saboreá-lo aos suspiros. Beijos

Laély disse...

Suspirei...Como boa formiga que sou!
Ainda mais, vendo que, de certa forma, tenho participação especial nessa mesa!
Bom fim de semana!
( Tô desmanchando como suspiro molhado, de tão cansada!...)