sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Vidrinhos, pra que te quero?

Quero pra colorir esta Sexta de Ideias, pra me juntar às companheiras queridas das craftices, mesmo que já seja quase sábado. Pra dar um destino bonito que justifique a coleção deles, de variados formatos, tamanhos e procedências (geleias, palmito, pepino, extrato de tomate...) que abarrotam o armário e quase me configuram uma acumuladora compulsiva. Pra, enfim, fazer a mágica aquela que tanto encanta as sucateiras de plantão, transformando o descartável em objetos com a assinatura do nosso gosto, aqueles que dão um calorzinho no peito quando a gente passa o olho.

A ideia namorada há meses em vários blogs reúne "a fome com a vontade de comer", já que o material é o mesmo utilizado na minha produção das mandalas: tinta vitral e tinta relevo dimensional. Lembro que outra experiência nesse tipo de reutilização rendeu este móbile aqui, mas naquela época não conhecia o "pulo do gato" que faz toda a diferença na hora de pintar os potinhos de vidro.

Vamos ver então como usar a "varinha de condão" para criar vasinhos...
e lanternas bem alto astral? Com a tinta dimensional "desenhei" uma barrinha na parte superior do vidro, "no olho", sem me preocupar muito com a simetria.

Depois, preenchi com bastante relevo.
Colei algumas miçangas com a própria tinta relevo, deixei secar e só então experimentei o "pulo do gato": pintei a parte interna do vidrinho, com pincel médio, puxando bem a tinta.
A pintura, que fica manchada inicialmente, depois de seca ganha uniformidade, o que não acontece quando pinta-se por fora.
Um achado essa técnica mostrada pela Cris, do competente Vila do Artesão!
Para o vasinho, fiz alça com arame envelhecido (enferrujado pela umidade, com as marcas do tempo que adoro!), torcendo as pontas com alicate.
Colhi lavandas bem fresquinhas, nascidas na última semana no quintal, e flores de trevo, singeleza pura que brota na grama alta e dá até dó de aparar, para inaugurar o vasinho na parede.A lanterna comportou uma vela pequeninha que produziu uma atmosfera azulada tão tranquila, serena, ingredientes que a gente preza ainda mais quando deixamos uma zona de turbulência, não é mesmo? E como ela logo viraria vaso, não poupei cliques, garantia de ter à mão a imagem daquela nuvenzinha de paz.
Que ela chegue aí, levando um pouquinho da beleza que me ampara por aqui. Amém!

13 comentários:

Ivani disse...

Que delicia de texto. Adoro seu modo de passar para a gente suas emoções mais simples.
Fazer um vasinho tendo você como mestre torna-se um exercicio de amor e tranquilidade.
O resultado não poderia ser melhor, perfeito, mágico.
Ficou lindo com o arranjo de flores, enfim, perfeito.
Como vai minha amiga? quero acreditar que em paz. Tomara!
Beijos com carinho.

Calma que estou com pressa! disse...

oi Rosana- maga
adoro estas ideias - ficou com uma carinha de vidrinho de pirimlimpimpim!e o "pulo do gato"
e o jeito que descreve suas artimanhas
parabéns
quando tiver meu ajrdim faço várias assim
bj
lu

Cynthia Le Bourlegat disse...

Adorei a ideia, Rosana! Ficou lindo e e com o ar místico que eu gosto! beijo querida e bom fim de semana

Beth disse...

Rosana! Muito interessante essa ideia do vidrinho pintado, com os relevos. Deve ficar interessante fazer alguns de vários tamanhos, para iluminar o Natal que está tão próximo!
Beijos.

Cheiro de Vanilla disse...

Ficou perfeita,
Ideia maravilhosa.
Bjs...

Tais disse...

Ola passando para te conhecer e seguir seu Blog.
Bjkas.
decorehouse

msgteresa disse...

Querida Rosana!
Tudo bem,minha doce amiga? Sabes que tenho lembrado tanto de ti estes dias? E vejo com alegria, que este tempo primaveril tem sido muito inspirador pra ti... E eses teus novos "vasinhos? Uma iluminada delicadeza,minha amiga! Não imaginas como fico contente em te encontrar assim, alegre como criança,transformando "pequeninas abóboras" em lindas "carruagens"... Pois,sim... Ver o teu toque mágico em simples vidros, dando origem à vasinhos encantados e românticos, nos remetem às estórias de contos de fada e seus finais felizes... Que delícia!
E fico daqui torcendo para que tu continues este teu "exercício de fada", e com tua maestria,nos encante cada vez mais com estas pequenas,mas tão belas, criações mágicas!
Quando puderes,mande notícias... Continuo orando por vocês e desejando que os anjos iluminados de Deus, estejam protegendo os teus dias e os teus caminhos!
Meu abraço apertado e um beijo cheio de flores pra ti!
Teresa

c r i s disse...

Oi Rosana, veja que dormi no ponto feiamente! Desculpe-me pelo lapso, estou corrigindo sem demora...

Lindo o vidrinho, estamos sempre procurando novas ideias para o uso deles, e ficaria lindo um conjunto colorida para uma noite de primavera ou verão, não? Parece que voltou à carga, amiga! Que bom! As coisas começam a retornar à rotina? Bjo grande e carinhoso...

Maricleide disse...

Rosana, amei o vidrinho, bem diferente. Parabéns!
Apareça!

Boa quinta feira

bjs cristalinos

Anônimo disse...

Demorou mas veio em alto estilo!!! Amei este vaso, Rosana!!! Tem mesmo um ar de fada Sininho...rs
Lindo!
Saudades de vc!!
Beijos!!
Bela

Marília Assis disse...

Muito legal!

Marília Assis disse...

que legal!

Fabiano Mayrink disse...

bem q vc disse quando se pinta por fora fica manchado, uma vez pintei um galão daqueles de vinho *ou seria cachaça colorida rs.. de verniz azul mais como não dava pra pintar por dentro pintei for fora fico feio, tenho que melhorar minha técnica, so depois pensei em entornar a tinta la dentro e deixar escorrer mais não sei se ia dar certo

um abraço