quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Cabideiro pra cozinha "nova"



Pra quem, assim como eu, gosta que se enrosca de por a mão em projetinhos simples, econômicos e de bom efeito e utilidade, fica a dica do cabideiro confeccionado com uma ripa de pinus e barrado de tecido. Dobrei e recortei gomos numa das pontas da tira de tecido. Depois, foi só colar com cola branca um pouquinho diluída em água, pincelando toda a área coberta para impermeabilizar. Antes disso, passamos Osmocolor na placa e fixamos os ganchos, comprados em loja de ferragens. Leia-se marido, irmão e eu nesse "nós", convocados pela minha inquietação (rs).
A madeira sobrou da cobertura de uma das paredes da cozinha, no projeto maior de "revitalização" do espaço, em espera desde dezembro passado. Como a vida ganhou outras prioridades e necessidades, deixamos os planos de remodelação dormindo. Talvez pela proximidade do Natal, e também pela urgência de envolver-me em qualquer mudança que gere entusiasmo, voltamos a acordar a vontade de criar um ambiente com cara nova na peça mais usada da casa. A mudança mais festejada ficou com os azulejos da década de 70 pintados, finalmente cobertos de amarelinho palha, cobrindo a estampa que mesmo uma fã pelo estilo vintage não aguentava mais conviver. Junto com outras e mais outras ideias "pendurativas", o cabideiro reina agora na parede numa espécie de vitrine de coisinhas que preciso ter ao alcance dos olhos e de outras, ao alcance das mãos.

Entre elas, esses tesouros, recheados de histórias, frutos da história de amizade com minha querida Lourdes e sua mãe, que contei aqui. O ralador ganhou status de amuleto assim que o presente chegou. Poderia ser diferente sabendo da sua origem? Pertenceu à sua avó Rosamunda (isso lá nos anos 30), que por osmose considero um pouco minha também, mesmo que não a tenha conhecido. E o pano de louça, pode uma criaturinha com mais de 90 anos continuar sua jornada crafter com tamanho esmero?

No próximo post, que espero não ficar tão pendurado no tempo como nas últimas semanas, mostro mais da cozinha "nova".

Agora passa lá na Cris e nas outras meninas prendadas da Sexta e alimente seu "bichinho carpinteiro".

Que a gente não esqueça, nunca, de perseguir as novidades, sejam elas do tamanho que forem. Amém.

10 comentários:

Trecos e Coisas by Aline disse...

Ficou lindo, parabéns!
Bjokas!

Laély disse...

Mãozinhas nervosas trabalhando muito, ultimamente.
Simples, mas gracioso.
Não pude deixar de notar a riqueza do bordado no pano de prato: lindo!

Adriana disse...

ADOOORO ESSA SEXTA CESTA DE IDEIAS!!! A SUA TÁ O MÁXIMO DE PRATICIDADE!!!

BJSSSSSSSSS

Alfa & Ômega disse...

Que lindo ficou o seu cabideiro. Eu amei e se não fosse pela minha falta de espaço nas paredes eu copiaria. Simplicidada é tudo. Beijão e lindo fds.

c r i s disse...

Rooo querida, você veiooo! Que saudade, como está tudo? esse seu bichinho carpinteiro não dorme, não! No máximo, uma descansadinha...estou com um projetinho parecido encostado esperando a compra de uns ganchinhos, adorei os teus, e o pano da mama, quanto esmero...não suma por muito tempo, sinto falta da tua conversa!! Bjossss:}

Regina disse...

Rosana, seu cabideiro ficou muito bonito e original. Gostei muito dessa idéia.
Quanto ao pano de prato, realmente é incrível. Além de lindo, tem uma aparência de ser tão novinho.

Um grande abraço e obrigada por sua carinhosa presença na Casa de Retalhos

Jud disse...

Oi querida,
Adorei seu comentário tão carinhoso, realmente a mãe natureza dá show a todo minuto!
Adorei seu cabideiro reciclado, já está na minha lista!
Bjusss,
jud-artes.

msgteresa disse...

Querida Rosana!
Tudo tão bonito e encantado, como só as tuas mãozinhas de fada podem conceber... Pois é na simplicidade do nosso dia, que encontramos novos motivos para os momentos de alegria e criatividade!
E aquele "ralador" mágico? Parece vindo diretamente de uma daquelas casinhas dos antigos contos de fada... Tão precioso,minha amiga,fazendo uma doce parceria com o "pano de louça" lindo e delicado...Realmente são pequeninos e ternos tesouros,para se guardar perto dos olhos e no aconchego da alma!
Não imaginas como me alegro em te ver assim animada e em plena criatividade... E a tua cozinha se iluminando mais ainda com o fluir do teu carinho! Mas sei que o tempo passa tão veloz e tantas vezes nos deixa tão perdidos pelas curvas do caminho... Mas saiba,querida amiga,que apesar de todos os obstáculos e desafios da existência, a força do amor, que vem dos espíritos iluminados, supera tudo e nos faz a cada dia mais fortes e pacientes.
E saibas também, que não me esqueço de ti, e estás sempre aqui, pertinho e aconchegada, num lugarzinho especial do meu coração!

Que os ventos suaves e perfumados daqui, levem todo o nosso carinho pra ti...
Beijinhos doces para todos!!!
Teresa

Ivani disse...

olá amiga, nossa, demorei para chegar aqui dessa vez.

adoro visitar voce e ler seus textos encantadores.
hoje alem do texto temos essa beleza de cabide que me encantou.
e essas coisinhas penduradas nele, ficou mesmo muito lindo!
ando sumidinha por conta da internet aqui da cidade, mas deixa pra lá que nao quero me irritar.
um dia tudo isso vai virar motivo de piada, oxalá...
beijos querida, foi um prazer vir aqui,até...

Susi disse...

Não resisti, outra parada pra suspirar. Adoro isso!
mais beijos