terça-feira, 6 de novembro de 2012

Cogumelos de rolha (PAP)


Sou fã incondicional dos elementais, o que não é novidade por aqui. Entre eles, gnomos e fadas são companheiros de longa data, bem antes de ganharem espaço nas lojas e mídia esotéricas. Naquela época, eram tão raros, que conseguir uma figura dessas era mesmo sinal de sorte. Não pensava duas vezes para arrematar a criaturinha e trazê-la pra casa. Com o passar do tempo, com a invasão de bibelôs em forma de duendes, elfos, gnomos e fadinhas de todas as espécies, acabei bem mais seletiva. A primeira regra para isso é que os novos habitantes do reino encantado só podem chegar aqui em forma de presente. A proposta só é quebrada, quando me possuo de enorme criancice que não consigo controlar a vontade de comprar um desses serezinhos que parecem, volta e meia, piscar pra mim. Mas tenho crescido na disciplina e a comunidade que vive no baú vem se mantendo sem  extrapolar os índices de natalidade. (rs)
Na semana passada, a comadre, meio fada, meio gnoma, pousou uma Sininho nas minhas mãos. Miúda, uma delicadeza só. Logo lembrei de uma ideia imediatamente salva do blog da Chris, outra fada de mente e mãos super criativas. Fui atrás aqui, e já tarde da noite tratei de confeccionar o cogumelo com cabinho de rolha para o cenário da minha mais nova filhota.
Vamos acompanhar como nascem os vermelhinhos com poás?

Corte dois círculos em feltro: o vermelho um pouco maior que o branco. Dê uns piques no miolo branco. 
 Una as duas partes costurando com pontos irregulares usando linha de bordar.
 O avesso lembra muito um cogumelo de verdade, não?
 Encha o chapéu com fibra sintética ou algodão.
 Corte o excesso das pontinhas brancas e fixe na rolha com cola quente.
 Para as pintinhas brancas, cortei pomponzinhos de grelot em vários  pedacinhos e costurei com linha branca.
 E logo busquei a Sininho para conhecer seu companheiro. 
Gostamos tanto do resultado, que fiz outro com pesponto em vermelho, e como me reconheço compulsiva, é provável que logo tenhamos um campo de cogumelos. As rolhas, tenho um fornecedor daqueles, não é vero? Os lindinhos não são perfeitos para se espalharem pela casa quando dezembro chegar, naquela época em que podemos liberar total as fantasias infantis? Aposto que Papai Noel, o gnomão mais querido do planeta, vai adorar! 
Que nas pequenas coisas encontremos um bom motivo para acordar cedo ou dormir tarde, com entusiasmo. Amém.
*As fotos assinadas, que não gosto nadinha, são uma tentativa de proteger o material produzido para o Amém. Infelizmente, por esperteza ou falta de conhecimento de alguns, tenho encontrado imagens daqui sem crédito em diferentes blogs de manualidades. 

7 comentários:

Alfa & Ômega disse...

Ai, que amor de cogumelo! Combinou com Sininho! Parabéns pela sua paciência na feitura de tão delicado material! Beijos!

Beth disse...

Amém querida, que venha dezembro com seu colorido e nos leve a sonhar!
E Sininho distribua seu pó de pirlimpimpim para podermos "viajar para qualquer canto do mundo ou fora do mundo."
Show de cogumelos.
Beijinho,
Beth

Anita disse...

Adorei Rosana, muito lindinhos, e com teu PAP ficou facinho de reproduzir, vão ficar lindos mesmo espalhados na decoração de Natal, bjs.

Fabiano Mayrink disse...

Oi Rosana! boa noite! minha amiga desculpa a demora em vir aq, aquele dia que vi no facebook sua homenagem, eu estava com febre e passando muito mal de uma gripe forte pela mudança de tempo, fiquei uns 4 dias sem forças e deitado o dia todo...

hj vim cá mais animado ler o seu post! :) já estou bem melhor!

fico muito feliz que tenha lembrado de mim! e ainda mais em uma postagem com uma coisa tão bonitinha como este lindo cogumelo artesanal, como eu te disse eu tenho ate hoje o que eu fiz inspirando em uns outros cogumelos seus! eles estão na casinha de "madeira" que fiz a um tempinho, e ja ja e em breve já vão enfeitar a mesa onde monto a arvore de natal daqui de casa! esse clima de fantasia enche os nossos olhos! um grande abraço!

msgteresa disse...

Querida Rosana!
Ô,minha doce amiga! Estava com saudades de ti... E hoje fiquei tão contente ao saber que lembraste também de mim! E é verdade,que mais do que nunca, continuo uma "encantada" por esses serezinhos misteriosos que são os cogumelos! Pra mim, eles sempre serão um símbolo querido do mundo mágico da infância, e que nos traz todo aquele encantamento,ternura e pura fantasia dos nossos sonhos de criança!
E eu simplesmente amei estes teus graciosos "cogumelos de rolha"! Uma brincadeira deliciosa de fazer e de tornar o nosso cotidiano mais bonito...O problema aqui em casa é arrumar essas rolhas de cortiça,uma vez que o marido é apaixonado pelos vinhos e suas estórias, e faz questão de colecionar cada rolha de vinho que chega às suas mãos...Vai ser difícil pegar uma da amada coleção!(Rs...)
Também achei uma lindeza esta tua "Sininho", que voando com suas asas mágicas,foi aterrisar na tua morada encantada...Com certeza ela vai se sentir em casa ao redor destes belos cogumelos feitos pelas tuas mãos de fada!
Muito obrigada,querida amiga,por esta lembrança tão doce que iluminou o meu dia!
Beijos floridos pra ti!!!
Teresa

Taia Assunção disse...

Ficou muito lindo e delicado...por aqui, nada de manualidades. Tô de molho com o cotovelo inflamado :-( máquina de costura quebrada...queria fazer umas peças para o Recanto, mas está difícil. Beijocas!

Ivani disse...

Amém!
que nas pequenas coisas que nos rodeiam, encontremos sempre um motivo para sonhar e sorrir.
que tudo seja sempre bonito e alegre, mesmo que pequeno.
que apenas a nossa saúde e a nossa paz sejam enormes.
um beijo querida, boa noite.