segunda-feira, 1 de março de 2010

Pouso certeiro na orla capixaba (capítulo 2)

Se olhar fotos é passaporte que nos devolve a cenas que nos tocaram, postar, com certeza, tem esse efeito multiplicado. De volta ao ninho, selecionando as quase 5oo imagens registradas pelos caminhos do Espírito Santo, minha alma se transporta para cada cantinho e situação que marcaram seu lugar no coração preenchido de gratas novidades. A memória ativada se encarrega da mágica de voltar no tempo, com direito aos cheiros, sons, gostos, canais que conectam no mesmo instante com as alegrias, surpresas, encantamentos, insights, descobertas e outras emoções que fizeram da experiência um laboratório de tantos aprendizados e diversão. Então, seguindo o roteiro organizado pela Laély, volto ao nosso segundo dia em solo capixaba, rumo ao litoral, com a promessa de temperatura mais amena. Deixamos Vitória que "fervia" em 38º, fizemos a parada para o almoço no inesquecível Ninho da Roxinha e seguimos mais um pouco, para Praia Grande, onde tínhamos pouso reservado garimpado pela nossa super guia.

Encontramos um "mar de tranquilidade" a poucos passos da praia de pequenas ondas limpas e poucos banhistas de meio de semana e muito, muito mais do que poderíamos esperar... Assim como a lua crescente que nos acompanhou nas noites à beira-mar, os cuidados e gentilezas conosco dos anfitriãos Marcelo, Adriana e Tiago cresceram a cada dia, nos surpreendendo e sensibilizando. Acolhidas e bem-cuidadas (quase mimadas), as gaúchas logo se sentiram em casa e fizeram do Canto da Lua o QG de três dias de muito sol, preguiça, leitura (sim, Laély também nos abasteceu de revistas quando nos entregou à pousada) , boa comida, boa música (o som ambiente na área externa mescla diferentes estilos que embalam os hóspedes do café da manhã ao fechamento do bistrô)...

Do bistrô namora-se o mar em dupla com a "moça" embonecada de olhar plácido que escolheu a janela para ver o dia passar.
Um convite à contemplação emoldurada pelos coqueiros carregados dos frutos que hidratam os banhistas.
Mas como paz demais também entedia as urbanas acostumadas a movimento, nas areias da Praia Grande-Fundão vale experimentar uma brincaderia de menino, sem medo do mico, vantagem de turista que está a mais de 2 mil quilômetros do seu reduto, com nenhum conhecido por perto.
E lá fomos nós recarregar a adrenalina no curto passeio a não mais que 20 quilômetros/hora, desbravando a pista só nossa, sob olhar curioso de meia dúzia de banhistas. Aventura banhada de sol a pino e regada de risos infantis, do início ao fim, para lavar ainda mais a alma.


Mar ou piscina? Separados por poucos metros, nessa fartura de opções para refrescar, por que não abraçar todas as possibilidades...
E fazer de conta que a tarde fica mais tropical acompanhada de uma cervejinha, mesmo que sejam apenas três goles para quem prefere, sempre, uma Coca bem gelada?

Suco de acerola, pão de queijo quentinho, bolo feito em casa, café novinho, ô vidão começar o dia assim...
Continuar o roteiro pelo cardápio do bistrô no almoço, lá pelas 2 da tarde, com escondidinho de aipim com carne seca...

E no grande final, se entregar ao salmão ao molho de maracujá, no jantar à luz da lua.

Os pratos são criação de Marcelo, psicólogo de formação, proprietário e administrador do Canto da Lua, estudante de Gastronomia. Além desses múltiplos dons, talentoso no ofício de bem-receber e, antes de tudo, uma pessoa que nos fica representando todos os outros capixabas, sem exceção, que nos impressionaram pela hospitalidade e gentileza incomuns.

E seguimos para Santa Teresa, para a sala da Lá, ops, para a casa da Lá, mas antes disso, uma visita à Igreja dos Reis Magos, logo, logo, no próximo post.

13 comentários:

Fala Mãe! disse...

Rosana querida! Que delícia de viagem, hein? As fotos parecem de revista de turismo, ficaram linbas! E esse salmão, que loucura! Vc deve estar com as energias recarregadas, muito bom! beijos
Cynthia

Susi disse...

Rosana, to aqui me deliciando com as postagens, embarquei junto,sabe que nao imaginava tantos lugares lindo no Espirito Santo, por mais que a gente saiba que o Brasil é interinho maravilhoso.
beijo

Isis disse...

Oi Rosana..
Sentí até o cheiro do mar neste post...rsrs
Que presente esse passeio, hein?
Sempre agradeço as amigas que viajam e contam suas aventuras.
Uma boa maneira de conhecer os lugares. Vêm com informações preciosas muito mais que um cartão postal pode mostrar. Vem junto as emoções que cada uma sentiu ao conhecer o lugar.
As comidas sempre estão presentes nesses posts mostrando um pouco do sabor que cada cultura trás e o poder de unir as pessoas.
Obrigada por compartilhar esse momento lindo.
Obrigada também pelo seu recado carinhoso no meu blog.
Deixo aquí o meu desejo que o tempo atenue as dores da saudade pela pessoa querida que se foi e avive em cada um de vcs a alegria de dar continuidade sempre juntos a novas histórias, novas lembranças nesta vida de variadas emoções.
Um beijo pra voce.

msgteresa disse...

Alo,Rosana!
Que alegria ler este teu post,regado de lembrancas tao vivas...E como se a gente se transportasse com voce ate esse tempo de viagem...
As palavras revelam todo o encantamento pela paisagem de um lugar especial e de sua gente amiga...E as imagens tentam traduzir a beleza de momentos inesqueciveis...Tudo muito lindo!
Sabe Rosana, eu penso que o melhor de todas as viagens esta no encontro de cada um consigo mesmo...Quando as pessoas viajam,alem dos lugares e de sua cultura,elas aprendem a ver as coisas de outras maneiras...Sao momentos raros,em que nos ampliamos os nossos horizontes,reformulamos as nossas ideias e melhoramos a nossa visao do mundo...E com certeza sempre garimpamos belas surpresas!
Tenho certeza que muitas lindas flores foram colhidas por este belo caminho...Margaridas de alegria,azaleias repousantes,lirios encantados e orquideas amigas...Um jardim de emocao que florescera sempre nos solos ferteis da memoria!
Obrigado por compartilhar um pouco desse seu jardim conosco!
Um abraco carinhoso no seu coracao viajante!
Teresa

Nárriman disse...

Rosana, é com muito prazer que recebi sua visita ao meu blog, e é com muito prazer que, como capixaba, recebo todo esse carinho pelo ES, demonstrado em sua postagem.
Bjs!

rosana sperotto disse...

Cynthia, querida, tô recarregada mesmo, e feliz da vida por tudo que vivemos na estada inesquecível no ES, especialmente pela companhia maravilhosa da Laély. Beijo

Ô Susi, não me canso de dizer que estive cega ao ES até a chegada da Laély na minha vida (rsrs). Que delícia ter a tua companhia nessa novela com direito até a capítulos "mexicanos". Beijos

Ísis, que o cheiro de mar nos renove a todos... É sempre uma alegria de te receber aqui com tuas opiniões tão sábias. Obrigada também pelo carinho. Grande beijo!

Teresa, poeta, sabe que já fico aguardando a tua visita assim que faço o post? Tua suavidade e gentileza são contagiantes, vou me derretendo conforme leio... Obrigada por semear tanta beleza. Beijo com carinho

Oi, Nárriman, seja muito bem-vinda! Olha, tuas palavras só reforçam a impressão maravilhosa que guardarei para sempre dos capixabas. Beijos

Laély disse...

Rosana, que delícia! Tô aproveitando pra fazer essa viagem junto com você.
Gamei nas fotos, principalmente a das namoradeiras!
Aproveito pra continuar essa história, iniciada lá no blog e que pretendo terminar no fim de semana. Enquanto isso, encaminharei aqueles que quiserem continuar a viagem, pra que a acompanhem por aqui, durante a semana.
Abraço, querida!

rosana sperotto disse...

Ô Lá, pena que não deu para participares desse capítulo ao vivo... Viu só que exibida essa gaúcha namorando na janela? Beijo com saudade!

ana sinhana disse...

Tô achando delicioso ver as fotos, mas digo que, embora aqui não tenha praia, as terras campineiras também teem hospitalidade de sobra, então fica o convite!!!
Beijo,
Ana

Cinária Mendes disse...

Rosana,eu tambem estava em Praia Grande neste dia.Sou mineira e passei uma semana em Jacaraípe.Eu amo o ES,sempre passo ferias lá.Já contei para a Laély e ela me respondeu.Vou fazer uma visita no seu blog.Beijos cinaria.blogspot.com

Jane Catarina disse...

Estou me sentindo muito antipática, brincadeirinha, por ainda não ter me manifestado diante da beleza dos textos da minha amiga-irmã Rosana e da Laély,que ficou em meu coração. Eu fiz parte desta (a)ventura no Espírito Santo. Uma viagem maravilhosa, na qual encontramos pessoas maravilhosas, e a cada postagem das blogueiras amigas me transporto para as sensações e novidades vividas em solo capixaba. Só me resta agradecer tamanho carinho. Beijos, Jane

Eliene Vila Nova disse...

Amiga juro que gostaria de ter ido na sua mala, rsrs.
A Lá é um amor de pessoa né?
E os meninos dela são lindos e tão educados.
Eu tive esse prazer de dar um abraço nessa mulher tão especial.
E imagina encontrar você também? Ès iluminada e exemplo de talento.
Te admiro cada dia mais.
Beijos

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Antes de tudo fiquei contente de achar seu blog. Muito lindo!

Rosana. Que delícia ter viajado através de suas fotos, matar a saudade de toda a beleza das praias brasileiras.

Suas fotos estão lindas. Mas além de ter postado lindas fotos, vc escreve muito bem.
Que gostoso participar deste momento, mesmo que seja através das fotos. Muito obrigado e te desejo um ótimo fim de semana.