quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Gratas surpresas!

Da natureza
No jardim, abatido pelo calor e seca, avisto pela janela uma coroa cor-de-rosa despontando entre outras flores caidinhas. Espicho o olho, animada, e num canto ao lado, as pontinhas de outra recém-nascida também dão o ar de sua graça. Quero logo ver de perto quem são essas rainhas gêmeas, suaves no tom, fortes para driblar as adversidades do verão.

Surpresa!! A corte é formada por três! majestades, que esperaram sua progenitora tombar, depois de meses firme e bela, para assumir o canteiro. Tão lindo quanto as flores, o recado das bromélias, da infinitude da vida, é de uma esperança que fala mais a meu coração que muitas filosofias e religiões.



Dos gnomos

O carteiro, que sorri com certa familiaridade pelas visitas frequentes, chega com o embrulho e já quero adivinhar quem de longe quis fazer um agrado. Não identifico o remetente e ansiosa abro o pacote. Surpresa!! O livro tão amado e cuidado, presente para o filho ainda criança, que há bem mais de uma década criou asas, volta às minhas mãos como mágica! Quase não acredito, abraço e cheiro para matar a saudade, e vasculho pistas para encontrar o autor de tamanha façanha. Nada! Recorro ao Google, digito o endereço do remetente e caio numa livraria-sebo (Só podia, as edições estão esgotadas há anos! - falo sozinha). Desisto dos meios virtuais para matar a charada e resolvo curtir a alegria. Folheando bem devagarinho, vou reencontrando os velhos conhecidos como acontece com bons amigos: como se estivéssemos juntos ainda ontem. Aí paro na frente desta criaturinha... ... e faz-se a luz! Ora, quem poderia ler meus desejos com tanta clareza e decidir satisfazê-los senão uma gnoma? A comadre, é claro! A generosa amiga da vida toda, dinda com D bem grande do filho que a chama de dinda Baixinha (como prova da sua descendência do povo pequeno), só ela esqueceria, ou deixaria propositalmente de assinar o feito, entusiasmadíssima, projetando minha felicidade.

Só elas, as miúdas elementais da Terra, para me lembrarem com tanta propriedade da grandeza do feminino. Sim, queridas, celebrar é preciso, se enfeitar também, viver em harmonia, mais ainda.

Por telefone


A secretária liga e anuncia que o médico quer trocar umas palavrinhas. Ouço-as, enternecida. Enquanto ele agradece com seu jeito manso a mandala, presentinho de Natal por sua generosidade e competência em momento de grande angústia no ano passado, lembro de nossos capítulos ao longo de 30 anos, com um intervalo de 10, um hiato que também passou pela "mágica" de desaparecer assim que nos reencontramos. Lembro também da sua agenda superlotada, fato que não o impede de reservar uns minutinhos para a gentileza de um telefonema que é um afago pra mim. Quando nos despedimos, tenho uma certeza fortalecida: aqueles que nos inspiram pelas veias da beleza são presentes inestimáveis. Feliz escolha fiz quando o elegi como o profissional que traria meu filho à luz. Ser recebido para a vida por um ser humano desse quilate é um privilégio, também reconhecido por aquele bebê que hoje, homem feito, inunda os olhos ao saber que a primeira pessoa que o recepcionou ainda lembra daquela noite com detalhes... Não é mesmo de emocionar e de se espelhar?

Por comentário


O PAP que mostra a técnica da pintura de mandalas em vidro (clique aqui para ver) é um dos mais acessados no Amém. Sempre fico alegrinha quando penso que alguns desses interessados podem ter sido mordidos pelo bichinho mandaleiro e estarem curtindo trabalhar com as bolachonas de vidro. Ontem, a alegriazinha se transformou em alegriazona. Vejam por quê:
Marcela disse...
Olá! adorei sua explicação! Estarei fazendo estas mandalas com meus pacientes da saúde mental! Eles vão se apaixonar!

Quis agradecer, mas não encontrei nenhum caminho para chegar direto à Marcela. Faço-o aqui, na esperança de que ela volte a dar uma espiadinha neste espaço que ganhou ainda mais valor por suas palavras tão promissoras. Saber que as sementinhas daqui germinam aí é fermento para a dedicação e o cuidado que os leitores merecem, um incentivo a buscar com esmero a linha que nos aproxima em boas intenções.
Por tão belas, significativas e gratas surpresas, sou imensamente grata aos seus protagonistas e à Luz que nos sintoniza. Amém!

12 comentários:

Regina disse...

Rosana voce nao vai acreditar, eu tenho esse livro dos gnomos. Esta na minha estante. Eu o comprei ha muitos anos atras. Eu nunca encontrei ninguem que conhecia esse livro. Legal, temos algo em comun - rsrsrs.
Abracos.

Eva disse...

Oi Rosana, vou ter que aprender a fazer mandalas, teu post vou ler com mais calma, ja imprimi, adoro esse tema. Querida, eu passei um selinho que ganhei "este blog é um mimo". prá você também. bjos e um ótimo dia!

Janaina disse...

Oi Rosana,

Esse livro deve ser realmente lindo!
Será que neste sebo que você comprou ainda tem mais alguma edição?

Ah! e suas mandalas são liiiiindas demais!

Beijos e tudo de maravilhoso!

Rosana Sperotto disse...

Regina, mas isso tá me parecendo obra das "criaturas pequenas"!rsrs Muito, muito legal saber que elas também te fazem companhia há anos, aí no outro hemisfério. O livro é lindo demais, não?

Eva, moras aqui do lado, então podemos trocar figurinhas ao vivo, o que achas? Tenho curiosidade sobre teu trabalho com móveis. Obrigada pelo selinho.

Janaína, o livro ganhei de presente, mas posso tentar localizar novamente a livraria pra te passar, tá? Vale muito a pena tê-lo, é belíssimo!

Solange Fernandes disse...

Oi Rosana! É estava quietinha por motivos alheios, mas volto para alegrar meu coração. Com este blog que me traz felicidade.
Só quem nos conhece verdadeiramente, para nos supreender.
É tão legal quando alguém gosta e faz algo que postamos, né?Bjs

Adriana disse...

ROSANA & BRUNO: O carteiro chegou, sorri feito criança!!! Trouxe-me um presente LINDO, enviado por dois anjos!!!
Está aqui, bem pertinho de mim, e me acompanhará durante todo o ano de 2011!!!
MUITO OBRIGADA À VCS DOIS!!! Eu amei. Vou postar no mundodri assim que voltar de férias à minha cidade!!!

Mil beijos, e adorei seu post de hoje!!! Qta emoção!!! A flor, o livro...

DRI

dollystar disse...

amiga, vc arrasou! entrei nesse texto, devorei letra a letra, vivi todos esses momentos...vc é maga, tenho certeza!!!
Espero tb que as palavras deixadas para mim tenham sido proféticas porque anseio mesmo é ser muito feliz no novo lar...
amém, amém!
beijos saudosos Dolly

Ana Paula Cavalari disse...

Rosana, para variar palavras que transbordam ternura, beleza, maturidade e reconehcimento. Li como acho que você fala... com calma. Beijo
tenha um ano cheio de energias!

msgteresa disse...

Querida Rosana!
Ler os teus inspirados posts é sempre um afago na minha emoção! Impossível a gente não se emocionar com o teu encantamento diante destas "flores rainhas" (belíssimas!) e do livro "mágico" tão querido e procurado! São,sem dúvida, raras sucessões de pura poesia e contentamento!
E o que dizer do teu emocionante relato, do telefonema com o amigo que traz nas mãos a luz que recebe vidas? São momentos preciosos e humanos, que ficam eternizados em nossos corações...
E aproveito, mais uma vez, para te agradecer também pelo teu carinho e os mimos tão delicados... Mais do que pequenos objetos e palavras, eles são testemunhas do valor das amizades que estão além dos limites da distância e do tempo, e que cruzam fronteiras e unem os coraçoes de almas amigas! Muito obrigada, minha querida!

O meu grande abraço carinhoso pra ti!
Teresa

Maria Amélia disse...

Ler seus posts me dá uma paz...uma sensação muito boa de tranquilidade. As bromélias são lindas mesmo. Tinha 2 variedades de flores rosa mas só percebi que eram sutilmente diferentes quando as fotografei. Uma tinha folhas serrilhadas e flores lisas. A outra tinha folhas lisas e flores serrilhadas. De longe não dava para notar. Gd. bj e um ótimo domingo. maméla

Clau Labres disse...

Esse livro é maravilhoso, meu marido me mostrou ele uma vez. :D parabéns pelo seu ótimo blog.
:d

Fabiano Mayrink disse...

ps: Rosana queria te perguntar, que tipo de tinta vc usa pra fazer suas mandalas? é que uma vez comprei um tinta pra pintar um litro de vidro mais não gostei da tinta, ela era um tipo de verniz, e a sua é mais liquida, fica translucida!