domingo, 26 de setembro de 2010

Arte e amigas em dois turnos deliciosos

O sábado foi tão bom, tão diferente, tão intenso, tão temperado de tantas coisas que me fazem tanto bem. Perdoem tantos "tãos" e "tantos", são reflexo da fartura na despensa dos prazeres reabastecida como estava mesmo precisando. Querem ver os mantimentos?

Manhã de mosaicos

No primeiro turno, juntamos nossos pedacinhos com a artista plástica Cláudia Sperb, no lançamento do seu livro lindo que mostra parte da sua trajetória com seus mosaicos gigantescos.

A possibilidade de brincar com os retalhinhos coloridos deu asas à imaginação e às horas. Logo (que pena) já era meio-dia. Metade de um dia planejado pela Jane, amiga da vida inteira.

Lado a lado, quietinhas como é difícil acontecer com duas tagarelas...
... o sábado começou ensolarado e colorido, como retrata a composição da amiga conectada à alegria da infância.
Conhecer de perto quem se admira de longe é momento-presente do Universo. Ganhar seu autógrafo, um registro que nos devolve a expressão da criança que fomos (minha pose de "bobinha feliz" é prova disso... rs).
Não deixe de conferir a grandiosidade do trabalho da Cláudia clicando neste caminho . Ele o levará a uma atmosfera fascinante (foto abaixo), onde a artista vive e compartilha suas expressões criativas reconhecidas pelo mundo afora.
(Uma amostrinha do que pretendo em breve ver ao vivo. Foto do seu site)


Tarde de rosas

E o roteiro com mulheres artistas e mulheres amigas emendou a manhã à tarde, na abertura da exposição Rosas de Primavera, da ceramista Simone Sgorla D'vieira, no Um Café, em Morro Reuter (RS).
Além das peças grandes, como os paineis com madeira de demolição, aramados e mandalas, as rosas também fazem bonito em objetos inusitados e utilitários. De encher os olhos, provocar suspiros profundos...
Se a manhã passou voando, a tarde não deixou por menos. Dizem que quando o tempo ganha velocidade acelerada é sinal que foram horas leves e bem vividas. Não poderia ser diferente na companhia tão agradável da amiga Carina. Nosso primeiro encontro real mais uma vez confirma que as afinidades que nos reúnem em tribos virtuais se estendem facilmente em um papo em volta de uma mesa, e garantem uma intimidade que quebra o gelo no primeiro olho no olho. Desfiamos assuntos do primeiro ao último minuto, em tamanha sintonia, que ninguém que nos observasse imaginaria que acabávamos de nos conhecer. De todos os pré-requisitos para uma relação, seja ela o tipo que for, a disposição para ouvir e falar está sempre no topo da minha lista. E quando o que se fala e o que se ouve é facilmente compreendido, as chances da "plantinha vingar" triplicam. O que dizer então quando se fala a mesma frase em coro? Ou quando o outro se adianta e diz o que acabávamos de pensar? É fruto colhido milagrosamente de uma sintonia finíssima. Tem presente mais bonito?
E quando esse presentão ainda traz um plus tão delicado quanto o presenteador, melhor ainda, produzido pelas suas mãos?
Afinadas também no paladar, já anoitecia no pé da serra quando nossos olhos pousaram na torta de maçã do Gustavo, o multitalentoso sócio do Um Café e da EcoArte. Que grande pecado seria não provar, ambas concordamos. Fechamento à altura das nossas cinco horinhas redondas de parceria e doce cumplicidade.
Que a arte e a amizade sigam ao nosso lado, dando um pezinho para ver o mundo por novos e surpreendentes ângulos. Amém!
Confira no Cacareco Chique o olhar da Carina sobre nosso encontro.

10 comentários:

Veronica Kraemer disse...

Rô querida, estes seus posts me fazem viajar, ir além, sabe? Fui conhecer cada cantinho que você conheceu e me apaixonei!!!
Que dia delicioso, que pessoas incríveis!!!
Me encantei especialmente por estes sapatos com rosas de cerâmica, que delicados e tão diferentes!!!
Obrigada por compartilhar conosco tanta doçura, delicadeza, e tanta arte!!!
beijossssssssssss e uma linda semana pra ti
Vero

Cecilia Helena disse...

Oi Rosana, seu blog é uma delícia de seguir, pois aqui a gente conhece gente bonita, legal e criativa! Você nos leva nos encontros com amigos, artistas e degustação seja ela de bebidas ou comidas! Arte sempre presente e cultura também! Pelo sorriso das duas o dia foi pra lá de bom, o mimo que ganhaste é fofo demais, ingredientes preciosos pra se fazer uma vida proveitosa e completa! Bjs

Carina disse...

Rosana, te faço a mesma pergunta! hehehee porque tb falei em vc o dia inteiro! A Isabella ficou contente qdo viu as fotos e soube que nos demos mto bem!
Para responder à sua última frase deste post (escrito sempre de um modo que adoro ler!), digo amém!
Bjo grande!

Rosana Sperotto disse...

Vero, imagino a festa que seria pra ti, mosaicista (?), conhecer o "mundo da Cláudia". Literalmente toneladas de mosaicos cobrindo paredes,cada cantinho interno e externo e suas famosas serpentes, imensas. Quem sabe um dia vens ao Sul pra ver tudo isso de perto, hum? Beijão, querida!

Cecília, nossa, tua primeira frase me estufou de alegria. O blog funciona meio assim mesmo, ajudando a dar significado ao dia-a-dia, a valorizar os presentes da vida que tantas vezes nos passam batido, né? Beijo carinhoso

Carina, minha querida, acredito que esse amém foi dado em coro também pela "turma iluminada" aí de cima, sejam eles anjos, fadas, passarinhos, não importa. Sei que vamos cuidar bem desse jardim que já nasceu florido... Beijos!

Fala Mãe! disse...

Adoro mosaico e queria aprender um dia... Adorei tudo, e essa torta do final é de matar hein rs? beijo querida e boa semana

c r i s disse...

Hummmm! Que dia bom Rosana!! Daqueles que prega na memória de quem participou e na imaginação de quem viajou por aí e por aqui! E tem gente que acha que beleza é superficial, diz isso prá minha alma que fica feliz só de ver teus cantinhos...bjo querida e boa semana!!

Taia Assunção disse...

Na época da faculdade, marido e eu fizemos um curso de Tangram...foi uma delícia, guardo com carinho ainda hoje as peças produzidas. Sabe que pensei em por uma casinha perto da instalação do ar...será que dá certo? Quero um pedaço dessa torta...rsrsrs. Beijocas!

Rosana Sperotto disse...

Cynthia, querida, viste o que a Cláudia faz com os caquinhos? Nenhum exagero quando se fala em obras gigantescas, né? Beijos, beijos!

Cris, temos fome de beleza, né? O poetinha tem razão: ela é fundamental para uma vida mais inteira. Beijos, boa semana aí também!

Taia, é isso mesmo: as pecinhas do meu mosaico improvisado lembram um tangram. Olha, a casinha daqui continua desabitada, mas continuo vendo galhinhos pelo chão, sinal que seguem trabalhando. Ela está na área há muitos anos, e jurava que não seria escolhida pelos passarinhos, por ser muito próxima do movimento, mas parece que me enganei. Quem sabe experimentas, hum? Beijos

msgteresa disse...

Alô, Rosana!
Que post lindo e emocionante!
Fiquei aqui de longe, admirando todas as nuances destes teus encontros com as amigas e as artes. E eu mesma me encontrei maravilhada no meio de tantos mosaicos!
Se algum dia eu tiver a oportunidade de ir até aí, sem dúvida gostaria de conhecer esse
"Caminhos da Serpente"! Fui lá no site dessa artista extraordinária e me encantei com o lugar e a riqueza de seus trabalhos! E ela tem razão...Realmente a " pele" das cobras são verdadeiros mosaicos vivos e confeccionados pela natureza.
Como sempre, querida Rosana, você nos encanta com a tua sensibilidade em nos mostrar os caminhos inesperados da arte e da vida...
Que os bons ventos levem o meu abraço carinhoso pra ti!
Teresa

Little Place Of Girls disse...

oi, adorei tudo aqui.
Suas postagens, são ótimas, adorei ler.
Se poder da uma passadinha lá no meu blog:
http://kah-catarina.blogspot.com
vou adorar se você também seguir e comentar nossa postagens!

beijos, te encontro lá.