quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Às voltas com o ninho...

...para a primavera que chega na próxima madrugada, ando no ritmo do casalzinho de corruíras que trabalha há dias para a inauguração da casa na área de entrada da minha morada. Incansáveis, descobriram só agora a "residência" ali instalada há anos, e trabalham numa parceria que dá gosto de ver, desde cedinho da manhã. Os vestígios da sua persistência ficam no chão, embaixo da casinha: os muitos gravetinhos espalhados no piso que deixam cair quando tentam acomodar no interior do ninho, com acesso dificultado pelo tamanho da entrada. Na vigilância, aguardo com certa ansiedade a hora em que a mamãe se acomodará na pequena casa para esperar seus bebês, semelhante à história que acompanhei no ano passado e mostrei aqui.
E como na casa grande os tempos são de vida sem faxineira, o feriadão ensolarado serviu também para uma limpeza boa, que fica melhor ainda quando a gente termina e vê o "depois" incomparável ao "antes". Fugindo do roteiro das faxinas que limpam "só onde passa a procissão", como minha mãe costuma falar para definir o trabalho das profissionais que se "esquecem" dos cantos e detalhes, o trato no mosaico que une sala e cozinha rendeu um branco renovado, e quase quis colocar uma placa de "não pise" (rs), tamanho o contentamento. Foi juntando caquinhos com muita paciência que o filho encontrou a solução para a junção dos dois pisos, com pequeno desnível. Nasceram estrelas assimétricas, e a faixa, que comumente é vista como recurso em áreas externas, é um xodó aos meus olhos, talvez também pela pitada de irreverência e subversão à ordem.
Mas, em outros espaços, é preciso botar ordem na casa, especialmente no quartinho que semana a semana vai ganhando status de crafter room. A mesa, improvisada com cavaletes e madeira bruta, grita que quer uma cor, mas enquanto toco as encomendas de bancos e cadeirinhas, a pintura vai sendo adiada. Então, vou me contentando com pequenas organizações, que facilitam o trabalho deixando o material à mão, como esta ideia que vi no blog Lu Espejo. As fitas, cada uma enrolada em um prendedor de roupa e depois agrupados em um aro de arame com gancho dobrado com alicate, agora até parecem...... uma guirlanda em arco-íris, quem sabe um bela proposta para inovar na decoração de Natal (ai, prometi a mim que não falaria, nem pensaria nele tão cedo!). O companheiro de quase metade da vida, do alto da sua latinha, parece ter aprovado os movimentos e a intenção de dar um jeito no pequeno espaço onde convivemos por horas a fio, não é o que sua carinha bochechuda demonstra?

Tem também quem aprovou a indicação do passeio ao Morro Reuter do Amém para conhecer a encantadora dona da Kombi mais florida. A Carina, do blog Cacareco Chique, minha vizinha de cidade que ainda não conheço pessoalmente, aproveitou o sábado de quase primavera e pôs o pé na estrada. Ela conta aqui como foi o passeio, e eu pedi bis! No próximo sábado, prestigiaremos juntas este evento no Um Café, espaço charmoso em Morro Reuter.O convite é estendido a vocês da região, e fico aqui torcendo os dedos para que mais gente que passa por aqui chegue lá, nessa tarde que promete celebrar a entrada da nova estação a rigor, com a beleza das rosas. Mas antes disso, com certeza daremos uma passadinha na nossa amiga Julita para abastecer a despensa de muitos verdes, rosas... Bordôs...
Brancos e liláses...
Amarelos e laranjas...

Em um manifesto pelos ninhos e dias renovados, atendendo ao chamado da natureza mais uma vez milagrosamente renascida. Amém!

(Todas essas flores que enfeitaram meu ninho na semana passada são da produção de dona Julita e custam - pasmem - 2 reais o buquê.)

11 comentários:

*~* Coisas da Bruxinha *~* disse...

Olá, estou passando para convidar a participar do sorteio em meu blog de um pufe da Brasilazy até dia 29. Passa lá.

Bjs Leila

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Bacana que as corruíras descobriram essa casinha linda ai!

hahaha gostei da definição "só onde passa a procissão" para o trabalho das diaristas.e sim, coloque a placa de não pise, pq imagino o trabalho q vc teve, o tanto que vc esfregou esse chão para ficar tão bonito.
Faça uma pequena trilha aonde se pode pisar rs (minha avó fazia isso hahaha)

ficou tão bacana esse seu quartinho. é realmente um atelier, um sala de artesanato.

e as flores, nem preciso falar nada, lindas imagens.

bjs. bom dia

Fabiana Tardochi disse...

Oi Rosana, obrigada por participar do sorteio do Livro - Terapia do Apartamento. Boa sorte! Bjs e um ótimo dia para você!

Tina disse...

Ah, que lindo. Estou contente com a chegada da primavera, meu humor começa a melhorar ... hehehe ... pena que chegou num dia tão feio. Estou esperando um solzinho para fotografar os hóspedes do telhadinho do meu portão. Acho que é um casal de carruíras. Por falar em Natal, não é que a cada ano ele se faz presente mais cedo. Fui no mercado hoje e já dei de cara com enfeites lindos. Puro comércio ... bjs

Rosana Sperotto disse...

Oi, Leila! Passarei lá sim. Obrigada pelo convite. Beijos

Alexandre, amei a solução da s
tua avó, vou pensar com carinha na trilha (rs). Beijos de primavera aqui, outono aí!

Fabiana, tô torcendo muito para levar o livro, um sonho de consumo. Beijos

Tina, acho que deveríamos fazer um movimento tipo "Natal só em dezembro", como quando era criança. Essa afobação comercial acaba roubando a magia da data, né? Quando fotografar a família passarinho, me mostra, tá? Beijinho!

Luciana Espejo disse...

Oi Rosana!
Que lindo seu blog.
Amei a forma como vc organizou as fitas e a forma que vc deu ao arame! É bom ver que nossas dicas são úteis realmente e fazem a diferença!
PArabéns!
Adorei te conhecer!
Lu Espejo

msgteresa disse...

Alo,Rosana!
Que coisa mais linda essa estoria dos passarinhos...Realmente a primavera sempre nos chega com as promessas de renovacao ! O curioso e que eu me lembrei que os passarinhos aqui de casa costumam fazer os seus ninhos nas arvores, usando os pelos do nosso cachorro ( o Samurai ) ! Deve ser pro ninho deles ficarem mais quentinhos e fofinhos,ne? ( Rs...)
E o piso de mosaicos? Que beleza,Rosana...Eu tambem gosto muito!
E quem me dera ir la no Cafe com voces...Mas um dia,quem sabe, aproveito o vento certo e volto as terras do sul!
Bom encontro pra voces!
Meu abraco carinhoso pra ti,minha amiga!
Teresa

Rosana Sperotto disse...

Lu, acho importante a gente ter esses feedbacks dos nossos posts, entusiasma, né? Obrigada pela visita e por seguir o Amém. Beijo!

Teresa, que passarinhos espertos esses que moram aí! (rs) Fico só imaginando a fofura dos ninhos forrados com os pelos do Samurai. Nossa primavera começou com dia emburrado, chuva, mas ainda assim sente-se o astral da nova estação, principalmente na cantoria dos pássaros ao amanhecer. Os ventos daqui te esperam, sabes disso, né? Beijos perfumados

Ana Matusita disse...

Pode parecer demagogia, mas a-d-o-r-o uma faxina de primavera, na casa e na alma!
bj
Ana
ps: preciso te contar o que a corrente das que correm com lobos me trouxe...

Fernanda Reali disse...

Adorei este post! Tudo de bom gosto e tão simples, tão autêntico... Me sinto em casa aqui.

Já levei para mim a expressão "faxina onde passa a procissão", não conhecia, adorei. Minha amiga @fabianacouto fala: faxina para visita da sogra, só limpa onde a sogra vai passar, ahaha

um beijo e um abraço bem gostoso

Susi disse...

Rosana, minha diz: varrer so onde Cristo passa, mas o pedacinho de mosaico mostrado ,me deixou tão curiosa para ver o restante, ja imaginei um monte de coisas.Vc ta bem?
beijos