sexta-feira, 13 de julho de 2012

Latonas no jardim

Às vezes o filho lembra dessa mãe sucateira e traz algumas preciosidades do descarte do Vero, sabendo que ouvirá um "que lindo!" logo que mostrar o que poderia se perder no lixo. Assim as  duas latas grandonas de azeite de oliva foram recebidas com olhos brilhando por elas e um sorriso de orelha a orelha para o presenteador, como os mães costumam sorrir derretidas com os agrados de seus rebentos.
Plantei cravinas, flor delicada e cheirosa, dentro delas e escolhi um lugar ensolarado para as gêmeas, junto do baldão arrematado em uma sucata, onde bocas-de-leão começam a florescer.
Pertinho dali, a turminha do povo pequeno acompanha as tentativas  de revitalizar o jardim. Sabem onde eles moram?

Em outra latona, essa usada na horizontal para abrigar a floresta de suculentas e seus guardiãs.
O design do paisagismo caseiro é referendado por nada mais, nada menos, que os irmãos Campana. Jamais esquecerei meu entusiasmo com a declaração de um deles, em um episódio do programa Casas Brasileiras, do GNT: "Adorava as plantas de minha vó em latas de óleo e comer nos pratinhos de lata de goiabada que ela mesmo fazia". Não é uma pérola? 
Que na nossa memória também se guarde a grandeza da simplicidade. Amém.

9 comentários:

Rosana Remor disse...

Rô, quanta beleza nessa ideia simples e ecológica!Meu avô tinha armazém e havia muitas latas grandes...saudades!!Bjs!

Araci disse...

Me lembram de casas do interior e de Minas Gerais na casa da minha sogra. As suas ficaram um charme, adorei e quando achar uma " latona" como você as chamou vou copiar sua idéia. Parabéns, ficaram lindas, amo cravinas. Uma semana maravilhosa para você e sua linda família. bjss

Beth disse...

Vendo tuas "latonas" lembrei de algumas que no passado "pousavam" numa prateleira no quintal com folhagens e gloxineas de várias cores que numa certa época do ano, não lembro qual, tirava-se o bulbo da terra e guardava num lugar escuro para no próximo ano novamente plantar. Minha sogra era "expert" no assunto e eram maravilhosas.
Beijos, ótima semana!
Beth

Adriana disse...

OI, RÔ!!! Minha mãe tinha uma parede cheia de latinhas com lindas plantas!
Hoje ela ainda tem algumas! Linda ideia!

bjs

Adriana disse...

OI, RÔ!!! Minha mãe tinha uma parede cheia de latinhas com lindas plantas!
Hoje ela ainda tem algumas! Linda ideia!

bjs

Fabiano Mayrink disse...

Oi Rosana bom dia! :)

bem é verdade que o simples as vezes guarda as melhores lembranças! lembro dos pratos esmaltados brancos que tinham na casa de minha avó paterna que já se foi, e da sopa de macarrão com frango que só ela sabia fazer!

Mona Gouvea disse...

Quanta beleza,la em cas na fazenda planto cebolinha,maravilha,abraço.

Regina disse...

Bom dia Rosana.

Gosto demais de plantar em latinhas, me remete a um tempo em que usar a criatividade no cotidiano era algo corriqueiro, nascasas + simples as pessoas criavam, e reciclavam naturalmente. Procuro sempre ter uma latinhas com plantas aqui em casa, como o clima aqui é muito frio a maior parte do ano, geralmente eu planto suculentas e no inverno eu trago elas para dentro de casa.
Parabéns por sua reciclagem, parabéns por usar sua criatividade.

ps.: eu tbém tenho uns representantes do povo pequeno guardando meu jardim :)

Profª Lourdes disse...

Oi Rosana! entrei para conhecer o teu blog, améi essas sugestõs de jardim, já estou seguindo o teu blog, convido você a conhecer o meu e se gostar participe. Secesso na tua vida e no blog. Bjuss