sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Inverno de faz-de-conta

Há duas semanas pude dar um grito de guerra há muuuito planejado: Xô, xô, xô, verão!!! Ao menos dentro de casa, entenda-se sala/cozinha e quarto, calorão não tem mais vez! E no mesmo dia em que o santo e abençoado split foi instalado, tratamos de brincar com as coisas tããão boas do inverno. Com a temperatura programada em 18/20 graus, a vida voltou a ter paz e as curtições do frio pularam loguinho da gaveta das vontades reprimidas há meses. A primeira delas não poderia ser outra senão o bom e velho ritual de botar a mão na massa e na coleção de cortadores para uma bela fornada de biscoitos.

Também não teria melhor cúmplice para tornar real esse clima de mentirinha do que meu fiel ajudante biscoiteiro. Bruno apostou desde o primeiro momento que a receita escolhida não daria certo. Sob minhas vaias e insistência, levamos o projeto adiante. Desde o Natal, namorava a lindeza dos biscoitos da Paula (veja aqui) e queria porque queria experimentar a novidade de vitrificar com balas. Tudo ia bem até o probleminha técnico que pôs tudo a perder: faltava a placa de silicone (silpat) para assar os biscoitos e a bala derretida não grudar na fôrma. Moral da história: o aprendiz superou a mestra e, derrotada, salvei um único coração e cortamos o restante da massa da maneira de sempre, em peixinhos, borboletas, ursinhos...


Se aqui dentro nem o forno aceso incomoda, quando lá fora o Sol inclemente torra grama, flores e a pele em minutinhos de exposição, o milagre vai rendendo mais e mais. Dá até para buscar a sacola das lãs e ensaiar uns pontinhos.
É bom treinar mesmo. Na casa ao lado, pezinhos cor-de-rosa, a imagem da graça, precisarão de sapatinhos quentes quando o inverno de verdade chegar.


Uma fadinha valente trouxe à luz Mariana e nossos corações se aqueceram de tanta ternura... Que muitos e muitos faz-de-conta iluminem nossa história, Mari! Amém.

6 comentários:

Fabiano Mayrink disse...

Ebaaa!! um criador de inverno em casa rs! aq bem q ta precisando de um... *.*

parabéns pela aquisição!

eu ate gosto do verao, mais sentir calor e suar, NINGUEM MERECE, pra ficar em casa prefiro dias frescos mesmo ;)

brincando com linhas e tintas disse...

ah..sonho de consumo... eu mesma poder escolher a exata temperatura q quero estar em determinado momento...

otimo!

Anônimo disse...

Amada Rosana, estou muito feliz por estares sentindo o leve friozinho outonal dentro de casa.
Todos merecemos esse conforto que agora refresca e no inverno permite temperatura amena. Ainda não possuo em casa, mas vibro que os filhos têm essa maravilha e hoje, como estou na casa do filho curto a temperatura amena.
Sabes fazer em tricô aquelas meias em estilo fatia de melancia? Fiz várias em 2010 para aquecer os pés da mãe e os meus também, usava sobre meias comuns para andar dentro de casa!
Beijos, Beth

Rosana Remor disse...

UM SPLIT É TUDO NA VIDA DE PESSOAS ENCALORADAS COMO EU!!SÓ TEMOS NO QUARTO DA PRAIA, MORRO DE FRIO!!UMA DELÍCIA!!EM MINHA CASA TEMOS O AR CONDICIONADO ANTIGO, REFRESCA TAMBÉM, MAS NADA COMO UM SPLIT!ASSIM DÁ PRA COZINHAR, COSTURAR, SER FELIZ!!BJS!!

Rosana Remor disse...

UM SPLIT É TUDO NA VIDA DE PESSOAS ENCALORADAS COMO EU!!SÓ TEMOS NO QUARTO DA PRAIA, MORRO DE FRIO!!UMA DELÍCIA!!EM MINHA CASA TEMOS O AR CONDICIONADO ANTIGO, REFRESCA TAMBÉM, MAS NADA COMO UM SPLIT!ASSIM DÁ PRA COZINHAR, COSTURAR, SER FELIZ!!BJS!!

Jô Bibas disse...

Lindo post, Rosana. E frescor dentro de casa... não tem preço!
BJô