terça-feira, 9 de novembro de 2010

Lar de passarinhos

Com dois fuxiquinhos e retalhinhos de feltro nasceu hoje aqui um bebê passarinho, um canarinho, em dois tons de amarelo. Precisava de uma casa, é claro, e parti para a construção da morada que há tempos namoro pela blogosfera. Seguindo a mesma cor do morador, usei a embalagem dessas flores que mostrei aqui para a base.
Cortei em cima para emparelhar. Recortei uma porta no estilo tradicional das residências das criaturinhas voadoras.
Para o telhado, cortei um retângulo de papelão um pouco maior que a caixa.
Forrei as paredes externas e o fundo com estampas diferentes, espalhando cola branca com pincel na cartolina e depois sobre o tecido, para impermeabilizar. Dentro, usei um único tecido, com estrelinhas. O telhado também foi encapado: uma estampa por fora, outra por dentro. Para os acabamentos, viés estampadinho na moldura da porta e pomponzinhos na fachada. Juntei as duas partes com cola quente e a obra ganhou o habite-se e liberou o morador a tomar posse e fazer pose.
Ei-lo aí, faceirinho e muito precoce. Com apenas algumas horas, já se arrisca a sair do ninho e examinar a vida lá fora bem acomodado no seu poleirinho. Bem diferente de uns parentes seus, que há dias ensaiam uma voltinha...
Lembram da movimentação na casinha da minha área há algumas semanas? Os preparativos do casal de corruíras anunciavam bebê à vista, mas eu bem que duvidei. Passaram-se dias de quietude, e considerei que haviam desistido da morada em lugar de tanta circulação de humanos.
Que nada! Sob cuidados intensivos dos papais, que se revezam na sentinela e num vaivém do quintal à casa trazendo alimentos fresquinhos, aí estão os bebezinhos mais glutões da redondeza.
Não são uns fofos que justificam gastar tanto do meu tempo como paparazzo, à espreita para pegá-los em bom ângulo, driblando a marcação cerrada da mamãe? Espertinha e ágil, me vence no cansaço e continua invicta, fugindo de todos os flashes e me observando de um galho da laranjeira com carinha de quem se pergunta quando irei desistir. - Não me entrego fácil, dona passarinha. Enquanto a família estiver sob o meu teto, a câmera continua no bolso e a esperança nos meus olhos. Haverás de ter um minutinho de distração, e eu, o gostinho de te registrar na refeição dos filhotes, bico no bico. A cena, tão querida, vale a teimosia e todos os minutos à disposição que, hoje, são o saldo mais valioso dos meus dias sem agenda.
Se também "adotar" um canarinho e der a ele um lar, não esqueça de nos mostrar.

23 comentários:

Alfa & Ômega disse...

Que coisinha mais linda e mais fofinha! Ah! Eu adorei! Que delicadeza! Parabéns! Agora me conta, como o passarinho de verdade adotou aquela casinha? Puxa vida, eu tinha três dessas casinhas, nenhum passarinho entrou e fez ninho. Ainda me resta um e sabe quem lá foi habitar? Umas abelhas que fazem um tubo de barro e já foram embora tbém. Parabéns!

Marina Mott disse...

Rosana, oi! Que coisinha mais linda! Bjs

Kelly Cristina disse...

Meu Deus que lindoooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo demais....adoreiiii a casinha de passarinhos e fiquei enlouquecida com os de verdade....que fofooo, parabéns miguxa por tanto bom gosto...bjokas...e uma linda quarta!!!

www.kellybelulas.blogspot.com

Rosana Sperotto disse...

Maria Luiza, as corruíras, bem comuns aqui na nossa região, parecem ter muita facilidade em se adaptar à proximidade com os humanos. No ano passado, fizeram ninho em outra casinha, pendurada na árvore. Mas acho que é normal levar um bom tempo para elas ocuparem as moradias. As casinhas estão há muito tempo à espera, e só nos dois últimos anos foram habitadas. Não perca a esperança: uma primavera dessas as tuas também serão descobertas. Beijo, querida!

Oi, Marina! Sempre tão bom te encontrar por aqui. Beijos!

Nossa, Kelly, que bom que gostou tanto assim dos meus pequeninos alados. Obrigada! Beijo

Fala, Mãe! disse...

Ameeeeei a casinha de passarinho, coisa mais linda e lúdica, e coloridinha! Essa minha mãe postiça gaúcha é demais! beijo querida!

Cecilia Helena disse...

Que lindeza de passarinho Rosana, que fofura, quem não pode ter o prazer de ter pássaros no jardim, ou mesmo não tem jardim, pode se deliciar com seu pássaro em sua casinha charmosa! Bjs

Cris Rosa disse...

Oi Ro!
quando era criança, lá no interior de Passo do Sobrado/RS, minha avó colocava porongos para as "carochinhas" fazerem ninhos e dizia pra gente não ficar mexendo, mas criança, né? Já viu...lá fui eu mexer nos filhotinhos e pequei um com a mão, não é que o safadinho aproveiou e "marcou" presença na minha camiseta e acabou entregando a arte que tinha feito! Resultado: camiseta bem manchada e umas horas sentada!rsrsrrs
Bjkas

Taia Assunção disse...

É muita doçura, mel puro...amei. Menina, e que negócio é esse de achar que a família de passarinhos está sob o seu teto? Que nada, você está como eu, fez seu ninho na casa dos passarinhos...kkkkkkkkkkkkkkkk. Aqui em casa eles mandam em mim, infelizmente por ser dentro do oco da parede não tenho como fazer uma foto dessas. As suas ficaram primorosas. Beijocas!

c r i s disse...

Ai Rosana!! Que coisa mais delicada este passarinho?? Por aqui não tenho nenhum ninho no momento, mas onde vou correr, tem um campo de futebol, onde uma ninhada de quero-queros acabaram de dar a graça!! São tão fofinhos e pequenininhos... Esta estação é linda mesmo!! Estou aqui suspirando pela sua delicadeza, volto outra hora prá conferir a foto tão esperada!! Bjo grande!!

Léia Cook disse...

Que gracinha isto que vc fez...amei..olha a trilha dos naufragados é belíssima e agora eles me falaram que arrumaram a trilha, e não esta mais tão difícil...bjsss

Rosana Sperotto disse...

Cynthia, essa mãe postiça é uma criançona, isso sim! (rs) Beijos, querida

Cecília, passarinhos parece que viraram minha nova fixação. As borboletas que não me ouçam (rs). Beijo!

Cris, diz pra criança não mexer que tá feito o "rolo", né? Que lindo devia ser os porongos pendurados. Beijinho!


Taia, lembrei tanto de ti com os fofuchos aqui de casa. Olha, só com muita persistência pra conseguir as fotinhos, sem falar na dificuldade da altura, no alto do meu metro e meio (rs). Beijoca!

Cris, tenho o pé meio atrás com quero-quero. Quase fui atacada por uma mamãe quero-quero quando olhava seus filhotes de longe. São superprotetoras e rápidas quando pressentem algum perigo. Fica atenta (rs). Beijo, querida

Léia, obrigada pela dica! Beijo
T

Fernanda Reali disse...

Eu fiz o gaveteiro patchcolado porque me inspirei aqui nas cadeirinhas.

Agora tu me deixaste com vontade de fazer um ninho de passarinhos (e olha que nem gosto de bicho de penas, tenho medo, hehe)

Teu post do natal luz está me motivando + milhas do marido = Gramado, quase certo.

Dona Rosana me enfeitiça, ahahah

beijooo

Tato disse...

Oi Rosana!
Aqui tbm tenho vários ninhos com filhotes. Realmente é um encanto observa-los.
Bj e obrigado pelo carinho lá no mundinho.
Tato

Susi disse...

Rosana, gosto muito dessas casinhas coloridas, ja postei várias lembra? Vendo sua descriçao parece tao fácil de fazer, mas tenho certeza que se fosse arriscar surgiriam dúvidas, nao sou jeitosa.
beijo, bom trabalho e feriado.

calma que estou com pressa disse...

oi Rosana do céu- coo tu inventou esta - adorei a ideia dois fuxicos e os retalhos para os detalhes vira um passarinho - ah vou ter que colar de ti- e a casinha paixonei -
e os biquinhos dos filhotes esfomeados - coisa mais fofa -e a mãe que se vire
lindooo
bjs
lu

Adriana disse...

QUE ENCANTO ESSA CASINHA!!!
O PASSARINHO DE VERDADE É UM FOFO, NÉ??? AQUI EM CASA TEM UM CASAL NA CHURRASQUEIRA!!! CLARO QUE A CHURRASQUEIRA TÁ FORA DO AR!!!

BJS MIL

Nayara Menezes disse...

Nossa, fantásticooo!

Laély disse...

Menina, mas andas tão faceira e arteira!
Essa foto dos filhotes abrindo o maior berreiro foi demais! Digna de paparazzi, mesmo!
Parabéns, pela persistência! (E, que inveja desse tempo extra...)

Fernanda Reali disse...

Rosana, te linkei no post de hoje, mas com passarinho de mentirinha, hehe

jana-arts disse...

Olá!

Que lindo passarinho.E a casinha nem se fala, fofa demais.

Beijos e tudo de bom e maravilhoso.

Fabiano Mayrink disse...

Bom dia Rosana! Me deu vontade de te visitar, e olha o que vejo por aqui, que gracinha, aqui conhecemos esse passarinho com o nome de garricha, eu as acho fofas apesar de nao ser um passarinho muito enfeitado, ela é gordinha :) fofinha rs! quando eu era criança tinha um buraco na parede daqui de casa, uma passarinha dessas fazia ninho todo ano la, meu pai nao deixava tapar o buraco por conta dela! ai depois ela sumiu, estes dias lembrei disso pq começou a aparecer umas por aqui denovo, é bom lembrar do passado as vezes, esse passarinho me faz lembrar!

adorei ver a casinha de passarinho fazendo jus ao seu nome ;)

Andrea Guim disse...

Oi, amiga!!!
Que fofa a casinha de passarinho! Tô querendo fazer aqui pra casa algumas de formatos e tamanhos diferentes, mas miúdas, pra pôr na parede do quarto (as da sala já estão lotadas!)
Adorei também o passarinho!!!!
Obrigada pelo recado carinhoso no BlogArte!
Beijins e bom fim de semana!

Vera Lúcia disse...

Achei o máximo seu blog e foi através do blog da Fernanda que conheci o seu.
Parabéns.
Já estou pensando de fazer a minha casinha de passarinho, aqui em Manaus acordo com eles na minha janela todos os dias.
Você não queira imaginar o barulho que eles fazem,são meus amiguinhos.
Aqui convivemos com eles.
Moro ao lado do Rio Negro onde existe uma mata fechada e é de lá que eles vêem.
Bjks.
http://veraluciamatosribeiro.blogspot.com